Política

STF absolve Paulo Magalhães de acusação de crime eleitoral

O caso investigava a inclusão de uma empresa de marketing como doadora na campanha eleitoral de Magalhães

[STF absolve Paulo Magalhães de acusação de crime eleitoral]
Foto : Raphael Milagres/Câmara dos Deputados

Por Marina Hortélio no dia 09 de Outubro de 2018 ⋅ 17:40

O deputado federal baiano Paulo Magalhães (PSD) foi absolvido pela Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal das acusações de ter inserido informação falsa na prestação de contas apresentada ao Tribunal Regional Eleitoral da Bahia na campanha de 2010.

O caso investigava a inclusão de uma empresa de marketing como doadora na campanha eleitoral de Magalhães, mas, ao longo da investigação foi comprovado que a doação informada não existiu.

Em depoimento, o administrador da empresa afirmou que não realizou doação ao parlamentar. De acordo com ele, os R$ 28 mil declarados na prestação de contas se tratavam da prestação de serviços de confecção de bottons e adesivos para a campanha.

Paulo Magalhães foi candidato a reeleição no pleito deste ano, mas não foi eleito e vai deixar o mandato em 2019.

Notícias relacionadas