Política

Menos de 24h após prisão, Justiça manda soltar Marconi Perillo

Ele havia sido detido ontem (10), no âmbito da Operação Cash Delivery, que mira suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para suas campanhas em 2010 e 2014

[Menos de 24h após prisão, Justiça manda soltar Marconi Perillo]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 11 de Outubro de 2018 ⋅ 14:20

Após prestar depoimento e passar a noite na sede da Superintendência da Polícia Federal em Goiânia, o ex-governador Marconi Perillo (PSDB-GO) vai ser solto ainda hoje (11), após decisão do desembargador Olindo Menezes , do Tribunal Regional Federal da 1ª Região ( TRF-1 ). Ele havia sido detido ontem (10), no âmbito da Operação Cash Delivery, que mira suposto repasse de R$ 10 milhões da Odebrecht para suas campanhas em 2010 e 2014. 

Em depoimento prestado à PF,  o ex-governador disse que só tratou de doações oficiais em suas conversas com executivos da Odebrecht nos dois anos. Segundo Perillo, foi a própria empreiteira que teria lhe oferecido doações de campanha por suas "convicções liberais" e "propostas e conceitos favoráveis à livre iniciativa".

"O que pedimos, desde o início, é o respeito às garantias constitucionais . Ninguém esta acima da lei e apoiamos toda e qualquer investigação, mas sem prejulgamentos e sem o uso desnecessário de medidas abusivas", afirmou o advogado do ex-governador, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay.

Notícias relacionadas