Política

Haddad admite que diretores 'ficaram soltos para promover corrupção' em governos do PT

Presidenciável petista disse que pretende criar controladorias nas estatais para conter o desvio de dinheiro público

[Haddad admite que diretores 'ficaram soltos para promover corrupção' em governos do PT]
Foto : Marcelo Camargo / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 13 de Outubro de 2018 ⋅ 13:00

O candidato à Presidência pelo PT, Fernando Haddad, reconheceu hoje (13) que faltou controle interno nas estatais para que a corrupção fosse combatida durante os governos petistas. 

"Faltou controle interno das estatais, isso ficou claro. Os diretores ficaram soltos para promover corrupção e enriquecer", disse Haddad à Folha de S. Paulo. O candidato não apontou culpados e disse que cabe à Justiça dar a palavra final. 

Haddad admitiu que dirigentes partidários que tenham enriquecido com uso de dinheiro público devem ser presos. "Se algum dirigente comete erro, garantido o amplo direito de defesa, mas se concluir que alguém enriqueceu, tem que ir para a cadeia", declarou.

O presidenciável também afirmou que sempre faz críticas a equívocos cometidos pelo partido e aliados, sem deixar de apontar saídas. Como exemplo, ele citou a controladoria interna implantada no Ministério da Educação, pasta que comandou por sete anos, e disse que tem a intenção de estender o modelo às estatais. 

Notícias relacionadas