Política

PT deveria ter 'separado joio do trigo' em governo Lula, avalia Rui 

De acordo com o governador reeleito, o grande erro do PT "foi entrar no salão e dançar a música". "Tínhamos que mudar"

[PT deveria ter 'separado joio do trigo' em governo Lula, avalia Rui ]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Rodrigo Daniel Silva / Alexandre Galvão no dia 15 de Outubro de 2018 ⋅ 08:16

O governador Rui Costa (PT) fez uma autocrítica sobre os governos petistas durante a entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole. Segundo o mandatário, "nós cometemos um grave erro, que não foi ter enfrentado uma reforma política e ter colocado fim ao financiamento privado de campanha". 

"Eu acho que esse foi o grande erro nosso de não ter enfrentado isso lá quando Lula era presidente. Deveria ter dado um basta para facilitar a separação do joio do trigo. Sempre tive essa opinião, isso é a raiz de grande parte da corrupção que envolve os agentes públicos", opinou. 

De acordo com o governador reeleito, o grande erro do PT "foi entrar no salão e dançar a música". "Tínhamos que mudar".  Segundo Rui, os governos de Lula e Dilma foram "os que mais avançaram no controle institucional". 

"A lei da delação quem enviou para o Congresso foi Dilma. Quem fortaleceu o Ministério Público e a Polícia Federal foram Lula e Dilma. Fortaleceram as instituições. Mesmo agindo assim houve massificação de que foram os responsáveis por tudo".

Ele comentou ainda sobre a insistência da ex-presidente Dilma Rousseff em não convocar novas eleições, quando o processo do impeachment começou.  "A opção foi insistir e terminou ela sendo retirada pelo golpe parlamentar e gerou essa crise. Meu receio é que a crise não acabe esse ano e dure mais quatro anos. E o pior que o Brasil aprofunde a falta de credibilidade internacional".
 

Notícias relacionadas