Política

Ainda há quem não acredite na Lei da Ficha Limpa 

Isaac Carvalho tenta, agora, sua cartada final perante o Tribunal Superior Eleitoral.  Ao que parece, ele não acredita na Lei da Ficha Limpa

[Ainda há quem não acredite na Lei da Ficha Limpa ]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 15 de Outubro de 2018 ⋅ 10:50

A Lei da Ficha Limpa entrou em vigor no ano de 2010 e, desde então, já impediu a eleição de diversos candidatos enrolados com a Justiça. Políticos tradicionais envolvidos em esquemas de corrupção ficaram impedidos de disputar as eleições por determinação da Justiça Eleitoral. 

O caso mais emblemático foi o do recente indeferimento do registro da candidatura do ex-Presidente Lula, proferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 
Mas ainda há quem não acredite na Lei da Ficha Limpa. 

Na Bahia, por exemplo, o ex-Prefeito de Juazeiro, Isaac Carvalho, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Estado da Bahia pela prática de crime contra a Administração Pública, após ser acusado pelo Ministério Público de desviar mais de 100 milhões de reais dos cofres públicos (veja aqui, aqui e aqui notícias sobre o caso). 

Por diversas vezes, tentou suspender os efeitos da condenação, mas não obteve êxito em nenhuma oportunidade.  Ainda assim, mesmo condenado em segunda instância, tentou registrar a sua candidatura a deputado federal. 

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia indeferiu o registro por unanimidade e, mesmo após insistentes solicitações do seu partido, o candidato “ficha-suja” recusou-se a substituir a candidatura. 

Isaac Carvalho tenta, agora, sua cartada final perante o Tribunal Superior Eleitoral.  Ao que parece, ele não acredita na Lei da Ficha Limpa.

Notícias relacionadas