Política

”Não podemos transigir com o erro”, diz Benito Gama sobre violência no Brasil

O deputado federal (PTB-BA), Benito Gama protestou contra a passividade do governo diante da criminalidade no Brasil em discurso nesta terça-feira (2) na Câmara Federal. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ Assessoria deputado Benito Gama

Por Matheus Morais no dia 02 de Junho de 2015 ⋅ 20:01

O deputado federal (PTB-BA), Benito Gama protestou contra a passividade do governo diante da criminalidade no Brasil em discurso nesta terça-feira (2) na Câmara Federal. Benito fez menção ao ato de vandalismo dos alunos da escola de ensino fundamental, que ocorrido ontem (1º), em Ceilândia no Distrito Federal.


Os alunos arrombaram, picharam e reviraram a escola em represália aos diretores que pediram a permanência da Polícia Militar dentro e fora da escola para reprimir o consumo e o tráfico de drogas. Atos semelhantes estão acontecendo com frequência em diversas escolas nos Estados, como, por exemplo, na Bahia e em todo o país.


“Eu quero fazer esse registro, porque nós não podemos transigir com esse erro que aconteceu ontem (1º). Porque toda vez que se transige com o erro ele se volta contra você. E se nesse erro ontem (1º), nós não buscarmos uma correção, seguramente nós próprios vamos ser vítimas dessa deseducação desse grave problema que é a insegurança e a criminalidade no Brasil”, disse Benito Gama.

 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro será recebido por Trump nesta terça-feira ]
Política

Bolsonaro será recebido por Trump nesta terça-feira 

Por Juliana Almirante no dia 19 de Março de 2019 ⋅ 08:40 em Política

No encontro, os mandatários devem discutir comércio bilateral, parcerias estratégicas no setor militar, além da situação econômica e política da Venezuela.

[Marielle Franco é homenageada na Câmara de Salvador]
Política

Marielle Franco é homenageada na Câmara de Salvador

Por Juliana Rodrigues no dia 19 de Março de 2019 ⋅ 08:20 em Política

A sessão especial foi proposta pelo vereador Marcos Mendes (PSOL) e contou com a presença do pai de Marielle, Antônio Silva Neto