Política

Polícia Federal vai investigar envio de mensagens em massa no WhatsApp

Pedido partiu da Procuradoria-Geral da República após denúncia

[Polícia Federal vai investigar envio de mensagens em massa no WhatsApp]
Foto : Tomaz Silva/Agência Brasil

Por Metro1 no dia 20 de Outubro de 2018 ⋅ 07:00

A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu que a Polícia Federal abra um inquérito para investigar empresas de marketing digital que estariam atuando nas eleições de maneira estruturada para envio em massa de mensagens pelo Whatsapp. Ontem (19), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) abriu, a pedido da chapa de Fernando Haddad (PT), uma  processo para investigar empresas de marketing digital custeadas por empresários que apoiam o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL), sob a justificativa de que estariam disseminando conteúdo em milhares de grupos do aplicativo contrários ao PT. 

Em ofício enviado pela procuradora-geral Raquel Dodge ao Ministério da Segurança Pública, ela destaca que a situação “exige que se apure quem presta serviços com uso especializado e estruturado de logística empresarial para a divulgação, em massa, de informações falsas”.

Para a procuradora, o quadro de possível interferência na formação de opinião dos eleitores com atuação dessas empresas com mensagens que podem caracterizar ofensas aos dois candidatos “afronta a integridade do processo eleitoral”. 

Notícias relacionadas

[Mourão diz que MEC precisa de 'freio de arrumação']
Política

Mourão diz que MEC precisa de 'freio de arrumação'

Por Matheus Simoni no dia 22 de Março de 2019 ⋅ 12:40 em Política

Declaração foi feita após ele ser questionado se ele está “desconfortável” com os “desencontros” verificados na pasta, comandada pelo ministro Ricardo Vélez Rodríguez