Política

Após reajuste do STF, Toffoli defende julgar auxílio-moradia de juízes

O novo valor a ser recebido pelos ministros do STF – que representa o teto do funcionalismo público federal – será de R$ 39.293,32

[Após reajuste do STF, Toffoli defende julgar auxílio-moradia de juízes]
Foto : Pedro França/Agência Senado

Por Matheus Simoni no dia 08 de Novembro de 2018 ⋅ 11:20

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, agradeceu ao Congresso Nacional pela aprovação do aumento dos salários dos ministros da Corte. Segundo o magistrado, o texto, que já havia passado pela Câmara, significa uma revisão da inflação do período de 2009 a 2014 dos subsídios dos ministros.

“Em nome do STF, em nome de todo o poder Judiciário, eu gostaria de agradecer ao Congresso Nacional a aprovação deste projeto, principalmente porque agora poderemos enfrentar o problema do auxílio moradia”, afirmou. O novo valor a ser recebido pelos ministros do STF – que representa o teto do funcionalismo público federal – será de R$ 39.293,32. 

Ainda de acordo com Toffoli, ele irá conversar com o ministro Luiz Fux,  relator dos processos que discutem, no Supremo, o pagamento de auxílio-moradia a juízes, para ver a melhor hora de deliberar a respeito.

“É importante destacar que do ponto de vista do orçamento do STF, e do Judiciário, isso está dentro do nosso orçamento, do nosso teto. Não se está colocando valores novos, nós cortamos alguns programas para então poder atender a este projeto de lei do subsistido com a revisão de perdas inflacionárias”, explicou.
 

Notícias relacionadas

[Economista é indicado para assumir Enem]
Política

Economista é indicado para assumir Enem

Por Alexandre Galvão no dia 21 de Janeiro de 2019 ⋅ 15:55 em Política

Teixeira é professor da PUC-Rio nos cursos de graduação e pós-graduação em Administração