Política

Recibos mostram voos de ministro da Saúde de Bolsonaro pagos por empresa investigada

Documentos foram apresentados ao Ministério Público Federal, de acordo com o jornal O Globo

[Recibos mostram voos de ministro da Saúde de Bolsonaro pagos por empresa investigada]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 22 de Novembro de 2018 ⋅ 12:00

Uma empresa de táxi-aéreo apresentou ao Ministério Público Federal (MPF) notas fiscais e recibos que mostram que o futuro ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), teve voos particulares pagos por uma empresa de informática investigada.

De acordo com o jornal O Globo, o indicado reconheceu ter feito voos sem pagar, mas disse que o fretamento das aeronaves foi solicitado ao dono de um táxi-aéreo.

A suspeita é que em 2009, durante a gestão de Mandetta na Secretaria de Saúde de Campo Grande (MS), a empresa Telemídia tenha sido favorecida em uma licitação de R$ 9,9 milhões para a implementação de um sistema de informática.

Segundo as investigações, o então secretário teria atuado para garantir que a companhia ganhasse o contrato, mesmo sem ter sido a primeira colocada na concorrência.

Notícias relacionadas