Política

Equipe de transição de Bolsonaro inicia fusão de Fazenda e Mdic

Paulo Guedes apresentou o economista Carlos da Costa aos empresários como liderança de temas ligados à produtividade e ao setor produtivo

[Equipe de transição de Bolsonaro inicia fusão de Fazenda e Mdic]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 23 de Novembro de 2018 ⋅ 08:40

Representantes de oito entidades do setor de comércio se reuniram com o economista Carlos da Costa, cotado para assumir a supersecretaria de produtividade e competitividade do Ministério da Economia de Paulo Guedes, para desenhar a fusão dos ministérios da Fazenda e da Indústria e Comércio Exterior.
 
O esquema da junção, que ainda está em elaboração, indica que a pasta deve ficar sob sua responsabilidade pelo menos cinco secretarias hoje ligadas à Fazenda e ao Mdic: advocacia da concorrência e produtividade, competitividade industrial, comércio e serviços, inovação e micro e pequena empresa.
 
Apesar do nome de Carlos da Costa ainda não ter sido oficializado como secretário, Guedes apresentou o economista aos empresários como liderança de temas ligados à produtividade e ao setor produtivo.

A fusão dos ministérios da Fazenda e o Mdic sofre resistência do setor produtivo, principalmente da indústria, que teme os efeitos da abertura comercial prometida por Guedes e o fim de políticas voltadas à indústria.

Notícias relacionadas