Política

Mudança dos senadores eleitos e dos que não se reelegeram custará R$ 3,6 milhões

Serão 108 pagamentos de R$ 33,7 mil cada. Verba também pode ser usada para outras finalidades

[Mudança dos senadores eleitos e dos que não se reelegeram custará R$ 3,6 milhões ]
Foto : Jonas Pereira/Agência Senado

Por Lis Grassi no dia 25 de Novembro de 2018 ⋅ 07:30

O Senado gastará R$ 3,64 milhões em 2019 em ajudas de custo aos senadores cujos mandatos estão se encerrando e àqueles que se elegeram em 2018 para assumir uma cadeira na Casa no próximo ano. Serão, no total, 108 pagamentos no valor de R$ 33,7 mil, cada, o que correspondente a um mês de salário de cada parlamentar. 

Os recursos serão desembolsados para auxiliar na mudança dos parlamentares de Brasília para os estados originais e dos estados para o Distrito Federal. Os senadores podem, no entanto, utilizar o dinheiro para outro objetivo, caso queiram. Além disso, oito deputados que se reelegeram recebem o benefício duas vezes – em razão do término de um mandato e do início de outro. Como eles já têm residência em Brasília, podem usar a verba para o que bem entenderem.

Notícias relacionadas

[PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido]
Política

PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 09:00 em Política

“Precisamos salvar o Brasil dos filhos do presidente”, disse o deputado Júnior Bozzella (SP), que é um dos principais porta-vozes do presidente da sigla, Luciano Bivar