Política

Ex-marqueteiro do PT admite entregar propina a ex-presidente da Petros

O dinheiro era referente à obra da sede da Petrobras em Salvador

[Ex-marqueteiro do PT admite entregar propina a ex-presidente da Petros]
Foto : Bruno Poletti/Folhapress

Por Lara Ferreira no dia 28 de Novembro de 2018 ⋅ 18:40

O ex-marqueteiro do Partido dos Trabalhadores, publicitário Valdemir Garreta, alegou ontem (27), em depoimento à Polícia Federal, que intermediou pagamentos de propina vindos da empreiteira OAS com destino ao ex-presidente da Petros, Luiz Carlos Fernandes Afonso.

O dinheiro era referente à obra da Torre Pituba, sede da Petrobras em Salvador. A construção foi custeada pela Petros e realizada pelas empreiteiras OAS e Odebrecht. 

De acordo com a Folha, Garreta afirmou que o acordo para realizar o pagamento ilícito ocorreu em 2011, no Rio de Janeiro, em jantar com ele, Afonso e Léo Pinheiro, então presidente acionista da OAS. 

Segundo a Polícia Federal, os contratos da obra foram superfaturados para possibilitar pagamento de, ao menos, R$ 68,3 milhões de propina para políticos, funcionários públicos e empresários.

Notícias relacionadas