Política

Câmara aprova prisão domiciliar para gestantes e mães

Proposta, que foi votada pelo Senado em maio, agora segue para sanção presidencial

[Câmara aprova prisão domiciliar para gestantes e mães]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 29 de Novembro de 2018 ⋅ 11:00

A Câmara dos Deputados aprovou um projeto de lei que prevê a substituição da prisão preventiva por prisão domiciliar, caso a mulher esteja gestante, seja mãe ou responsável por crianças ou pessoas com deficiência. O texto, que foi votado pelo Senado em maio, agora segue para sanção presidencial.

Segundo o projeto, de autoria da senadora Simone Tebet (MDB-MS), caso esteja presa em regime fechado, a grávida ou mãe/responsável por crianças ou pessoas com deficiência poderá mudar de regime se o crime pelo qual foi condenada não tiver envolvido violência ou grave ameaça à pessoa.

A medida exclui condenadas que tenham vínculos com organizações criminosas, que cometeram o crime contra seu filho ou dependente, que não tenham cumprido ao menos 1/8 da pena em regime fechado e que não tenham bom comportamento. Caso ela cometa um novo crime grave, perderá o benefício a essa progressão.

Notícias relacionadas

[PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido]
Política

PSL deve suspender Eduardo Bolsonaro por críticas ao partido

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Outubro de 2019 ⋅ 09:00 em Política

“Precisamos salvar o Brasil dos filhos do presidente”, disse o deputado Júnior Bozzella (SP), que é um dos principais porta-vozes do presidente da sigla, Luciano Bivar