Política

Moro diz que Bolsonaro não vai conceder indultos 'excessivamente generosos'

Moro ainda sugeriu que, neste ano, Temer não edite regras tão flexíveis como as que foram editadas em 2017

[Moro diz que Bolsonaro não vai conceder indultos 'excessivamente generosos']
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 30 de Novembro de 2018 ⋅ 17:20

Em meio à votação sobre o indulto de natal assinado pelo presidente Michel Temer, o futuro ministro da Justiça e Cidadania, Sérgio Moro, afirmou que o governo Bolsonaro jamais vai editar um decreto de anistia que seja “excessivamente generoso” a condenados. 

Entretanto, ele não comentou a promessa do presidente eleito de encerrar o oferecimento do perdão da pena a condenados.

Moro ainda sugeriu que, neste ano, Temer não edite regras tão flexíveis como as que foram editadas em 2017. O mandatário deve assinar um novo decreto até o fim do ano. As declarações foram feitas hoje (30) no comitê de transição de governo.

O indulto é um instrumento previsto na Constituição da República e é tradicionalmente concedido no país, com regras que podem ser mais ou menos rígidas, o que depende da decisão do presidente da República.

Notícias relacionadas