Política

PGR pede que PT devolva R$ 19 milhões gastos com candidatura de Lula

Segundo a procuradora-geral, Raquel Dodge, Lula agiu de má-fé ao concorrer ao cargo

[PGR pede que PT devolva R$ 19 milhões gastos com candidatura de Lula]
Foto : José Cruz / Agência Brasil

Por Daniel Brito no dia 30 de Novembro de 2018 ⋅ 18:40

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu hoje (30) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que o PT devolva ao Fundo Partidário os valores gastos para financiar a campanha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas eleições deste ano, enquanto ele esteve candidato. 

De acordo com a procuradora, recursos públicos destinados aos partidos não devem ser utilizados por candidatos inelegíveis. Na ação, Dodge explicou que foram gastos pela coligação de Lula R$ 19,4 milhões até 31 de agosto, data na qual o TSE decidiu pela inelegibilidade de Lula.

Para a procuradoria, os gastos com deslocamento, despesas com telefonia e pesquisas de Fernando Haddad, então candidato a vice, são considerados uso indevido dos recursos.

Segundo Dodge, Lula agiu de má-fé ao concorrer ao cargo. "O então pretendente a candidato [Lula] usou indevidamente recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha para custeio de atos de divulgação de sua pretensão de disputar a Presidente da República, gastos esses manifestamente ilegais diante de sua inequívoca e insuperável inelegibilidade, que o afetava desde antes da formalização do requerimento do registro de candidatura", disse.
 

Notícias relacionadas

[Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos]
Política

Doria diz que Bolsonaro precisa trabalhar mais e tuitar menos

Por Juliana Rodrigues no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 10:40 em Política

Nova provocação entre os potenciais adversários nas eleições presidenciais de 2022 acontece em meio ao anúncio de investimentos da montadora Toyota em São Paulo