Política

Bancada evangélica pressiona Bolsonaro a mudar planos para ministérios

De acordo com a coluna Painel, a frente afirmou para Lorenzoni que Bolsonaro pediu indicações para os evangélicos, o que gerou expectativas que não foram correspondidas

[Bancada evangélica pressiona Bolsonaro a mudar planos para ministérios]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 01 de Dezembro de 2018 ⋅ 15:30

Os nomes dos últimos ministros anunciados pelo presidente eleito, Jair Bolsonaro, aumentaram a insatisfação dos líderes da frente evangélica com o próximo mandatário.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a bancada afirmou para Onyx Lorenzoni que Bolsonaro pediu indicações para a frente, o que gerou expectativas que não foram correspondidas.

Ainda de acordo com a publicação, a queixa foi enviada ontem (30). A frente evangélica pressiona o presidente eleito para recuar do convite feito a Damares Alves, assessora de Magno Malta (PR-ES), para colocar um nome sugerido pelos evangélicos à frente do Ministério dos Direitos Humanos.

Eles ainda buscam um outro posto para Leonardo Quintão, membro da frente. De acordo com coluna Painel, os aliados desejam que ele ocupe um ministério, de preferência a pasta do Meio Ambiente.

Notícias relacionadas