Política

PT enaltece Haddad como 'nova liderança' em resolução política do partido

A sigla ainda recuou de autocríticas na nova versão do documento

[PT enaltece Haddad como 'nova liderança' em resolução política do partido]
Foto : Rovena Rosa/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 01 de Dezembro de 2018 ⋅ 18:30

O Diretório Nacional do PT aprovou hoje (1º) uma nova resolução política para orientar os rumos da sigla a partir do ano que vem. Nesta versão do texto, o partido recuou das autocríticas feitas as gestões petistas e escolheu dar mais ênfase à importância de Fernando Haddad, que foi derrotado na corrida presidencial deste ano, como uma "nova liderança nacional do partido".

A resolução expôs as divergências que existem no partido desde as eleições. A primeira versão do documento havia sido elaborada por uma comissão formada por integrantes de todas as correntes internas da sigla, porém, o texto não agradou os membros do grupo majoritário, denominado Construindo Um Novo Brasil (CNB), e do grupo Movimento PT, que produziram novas versões do documento.

Após pressão da CNB, o partido retirou do texto questões como as críticas à política econômica da ex-presidente Dilma Rousseff e a setores da centro-esquerda que se recusaram a apoiar Haddad no segundo turno da disputa presidencial, além de focar no enaltecimento do ex-prefeito de São Paulo.

Para a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, a falta de autocrítica no texto é balanceada pelo movimento de reflexão "na prática". "O PT fez financiamento público de campanha, o PT está reorganizando as bases, o PT está com movimento social. Nós não faremos autocrítica para a mídia e não faremos autocrítica para a direita do país", afirmou.

Notícias relacionadas