Política

Lava Jato cobra US$ 20 mi de Palocci ‘sob pena’ de voltar para a prisão

MPF afirmou que houve um ‘erro material relativo à aplicação equivocada da cláusula 3.ª do Acordo de Colaboração, que previa o pagamento de R$ 37,5 milhões

[Lava Jato cobra US$ 20 mi de Palocci ‘sob pena’ de voltar para a prisão]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 03 de Dezembro de 2018 ⋅ 15:40

A Operação Lava Jato está cobrando US$ 20.439.382,16 (R$ 78, 12 milhões) do ex-ministro Antonio Palocci, delator da investigação, ‘sob pena de ser novamente recolhido à prisão’. No dia 29 de novembro, Palocci passou para o regime semiaberto domiciliar após dois anos e dois meses preso.

O ex-ministro foi condenado a 9 anos e 10 dias de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro pelo TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região). Beneficiado pela delação que fechou com a Polícia Federal, o ex-ministro passou à cumprir pena provisória em regime prisional semiaberto domiciliar, sob monitoramento de tornozeleira eletrônica.

Em manifestação ao juiz federal Danilo Pereira Júnior, da 12.ª Vara Federal de Curitiba, o Ministério Público Federal afirmou que houve um ‘erro material relativo à aplicação equivocada da cláusula 3.ª do Acordo de Colaboração, que previa o pagamento de R$ 37,5 milhões.

Os procuradores pediram, então, ao juiz que Palocci pague ‘imediatamente’ US$ 20.439.382,16, ‘convertidos pelo câmbio de 3,33 (23 de junho de 2017), corrigidos monetariamente pelo IGP-M (FGV) a partir da data em que proferida a sentença condenatória e agregado de 0,5% de juros simples ao mês, nos termos da sentença, sob pena de ser novamente recolhido à prisão’.

Notícias relacionadas