Política

Futuro ministro da Saúde diz que problema do Mais Médicos não está resolvido ainda

De acordo com dados divulgados pelo próprio governo federal, 97% das vagas deixadas pelos cubanos já estão “preenchidas”; no entanto, ele prega cautela

[Futuro ministro da Saúde diz que problema do Mais Médicos não está resolvido ainda]
Foto : Lula Marques/AGPT

Por Matheus Simoni no dia 04 de Dezembro de 2018 ⋅ 10:20

Futuro ministro da Saúde, o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) afirmou que aguarda o prazo final de inscrição de brasileiros para o Mais Médicos antes de fazer qualquer avaliação sobre a tentativa de preencher as vagas deixadas pelos cubanos no país. "Estou olhando com atenção e muito ciente de que a ideia de que está tudo resolvido está distante da realidade", afirmou o parlamentar à coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo.

De acordo com dados divulgados pelo próprio governo federal, 97% das vagas deixadas pelos cubanos já estão “preenchidas”.

No entanto, o futuro ministro prega cautela para ver se os brasileiros inscritos vão realmente se apresentar para trabalhar. "Tem que ver se isso vai ser concretizado", diz Mandetta. "O problema pode ser o preenchimento de vagas nas áreas de difícil provimento, que muito provavelmente não serão ocupadas", alerta o parlamentar.

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão