Política

Bolsonaro diz que vai usar caneta se houver 'denúncia robusta' contra Onyx

Mourão também afirmou hoje (5) que Onyx "terá que se retirar do governo" caso seja comprovado o envolvimento do deputado em irregularidades

[Bolsonaro diz que vai usar caneta se houver 'denúncia robusta' contra Onyx]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 05 de Dezembro de 2018 ⋅ 20:00

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), afirmou hoje (5) que vai usar a caneta para retirar o deputado federal e futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), do governo se houver "denúncia robusta" contra o parlamentar.

A declaração foi feita em entrevista após solenidade no Exército em Brasília. "Olha só, em havendo qualquer comprovação obviamente ou uma denúncia robusta contra quem quer que seja do meu governo que esteja ao alcance da minha caneta 'Bic', ela será usada", afirmou o presidente eleito.

O vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão (PRTB), também afirmou hoje (5) que é "óbvio" que Onyx "terá que se retirar do governo" caso seja comprovado o envolvimento do deputado em irregularidades.

A procuradoria-Geral da República apura se houve repasse de caixa dois a Onyx Lorenzoni e outros políticos. Ele foi citado em depoimentos de delação premiada de executivos da J&F.

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão