Política

Comandante da PM-BA espera que governo Bolsonaro endureça leis 

O chefe da PM falou também da redução de morte de PMs. “Não gosto de comemorar [os dados]. Deixou de morrer, mas morreu alguém"

[Comandante da PM-BA espera que governo Bolsonaro endureça leis ]
Foto : Tácio Moreira /Metropress

Por Alexandre Galvão no dia 06 de Dezembro de 2018 ⋅ 08:30

Comandante da Polícia Militar da Bahia, o comandante Anselmo Brandão espera que o governo Bolsonaro endureça as leis para presos no Brasil. 

“As leis são muito frágeis. Tem ladrão de carro que já prendemos dezenas de vezes. Roubo de veículo é uma queixa nossa. Os elementos pensam que vão roubar e não vão ser presos. Espero que o novo governo mude as regras”, disse, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole.

O coronel lamentou ainda o aumento do consumo de drogas na capital. De acordo com ele, o tráfico é um “negócio bom”. “Infelizmente, o consumo tem aumentado muito. Eu faço esse balizador pelos bairros. Tem bairros em Salvador que eu trabalhei muito tempo na área e tinha só um grupo que vendia. Hoje tem 4 e 5. O negócio é bom, tem muito consumidor”, ironizou. 

O chefe da PM falou também da redução de morte de PMs. “Não gosto de comemorar [os dados]. Deixou de morrer, mas morreu alguém. Esse ano estamos em 15 [mortos]. O bom era que não morresse ninguém. Nosso policial morre, pois está na linha da violência”. 

Notícias relacionadas