Política

Em discussão no WhatsApp, Eduardo Bolsonaro chama Joice Hasselmann de 'sonsa'

Bate-boca entre o parlamentar e a deputada eleita aconteceu no grupo da bancada do PSL, segundo o jornal Folha de S. Paulo

[Em discussão no WhatsApp, Eduardo Bolsonaro chama Joice Hasselmann de 'sonsa']
Foto : Valter Campanato / José Cruz / Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 07 de Dezembro de 2018 ⋅ 09:20

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, entrou em uma discussão acalorada no grupo de WhatsApp que reúne a bancada do partido na Câmara. Ele chegou a chamar a deputada eleita Joice Hasselmann (PSL-SP), que disputa a liderança da legenda na casa, de "sonsa", além de dizer que o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), ameaça votar uma "pauta bomba" contra seu pai.

De acordo com as mensagens obtidas pelo jornal Folha de S. Paulo, Eduardo afirmou que Joice "atropela qualquer um que esteja à frente de seus objetivos", o que teria potencial de provocar rachas na bancada. "Joice, sua fama já não é das melhores. A continuar assim vai chegar com fama ainda maior de louca no Congresso. Favor não confundir humildade com subordinação. Liderança é algo automático, não imposto", disse.

A deputada eleita reagiu de forma enérgica. "O fato de termos um deputado que também é filho do nosso presidente (por quem trabalharei todos os dias) não nos exclui. Isso é democracia. Você é dentro do partido um parlamentar que fez votação estrondosa com o sobrenome que tem. Eu também fiz, sem sobrenome. Se quisermos ter 52 candidaturas podemos ter e decidimos no voto e no debate, não por recadinhos infantis via Twitter. Cresça", escreveu Joice. Ela ainda disse que o filho do presidente eleito deveria se colocar em seu devido lugar e insinuou que a fama de Eduardo pode ser pior que a sua.

Eduardo Bolsonaro ainda rebateu as acusações de que o PSL não estaria fazendo articulações políticas. "Ocorre que eu não preciso nem posso ficar falando aos quatro cantos o que ando fazendo por ordem do presidente [Bolsonaro]. Se eu botar a cara publicamente o (Rodrigo) Maia vai acelerar as pautas-bombas no futuro governo", afirmou.

Notícias relacionadas