Política

'É o momento de a igreja governar', declara futura ministra de Bolsonaro

Indicada para o Ministério dos Direitos Humanos ainda afirmou que escola "não é mais lugar seguro" e crianças só estão protegidas nas igrejas evangélicas

['É o momento de a igreja governar', declara futura ministra de Bolsonaro]
Foto : Valter Campanato/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 07 de Dezembro de 2018 ⋅ 10:20

A futura ministra dos Direitos Humanos, pastora Damares Alves, acredita que "as instituições piraram" e que chegou o momento de as igrejas evangélicas governarem e "ocuparem a nação". As ideias foram expostas pela indicada do presidente eleito Jair Bolsonaro no púlpito da Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte, em maio de 2016.

"As instituições piraram nesta nação. Mas há uma instituição que não pirou. E esta nação só pode contar com essa instituição agora. É a igreja de Jesus", disse a futura ministra.

"É o momento de a igreja ocupar a nação. É o momento de a igreja dizer à nação a que viemos. É o momento de a igreja governar", conclamou. De acordo com Damares, o protagonismo na política seria um desígnio de Deus.

Ainda segundo a nova ministra, a escola "não é mais lugar seguro" e as crianças só estão protegidas nas igrejas evangélicas. Só há um lugar seguro em que o seu filho está protegido nesta nação. É o templo, é a igreja, é ao lado do seu sacerdote", afirmou. "Não podemos confiar em mais nenhuma instituição neste país para cuidar dos nossos filhos, todas elas estão falidas. A escola não é mais lugar seguro para os nossos filhos".

Notícias relacionadas