Política

Wagner diz que Ciro virou 'exímio atacante' contra PT 

Ainda de acordo com o petista, não há motivo para Ciro se sentir traído

[Wagner diz que Ciro virou 'exímio atacante' contra PT ]
Foto : Ricardo Stuckert

Por Alexandre Galvão no dia 09 de Dezembro de 2018 ⋅ 13:30

Ex-governador da Bahia e senador eleito, Jaques Wagner afirmou não saber por quais motivos o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, virou "exímio" atacante contra o PT. 

"O PT entendia que, para chegar ao segundo turno, o candidato dependia do apoio do Lula, que foi uma coisa mal trabalhada. Se foi mal trabalhada pelo PT, foi mal trabalhada também pelo Ciro. Só não entendo porque ele virou exímio atacante contra o PT. Diziam que não deveríamos apoiá-lo porque ele faria isso. Está confirmando a tese", afirmou, á Folha. 

Ainda de acordo com o petista, não há motivo para Ciro se sentir traído. "Eu sempre disse que ele era um belíssimo quadro. Quando diz 'traído', significa que alguém pometeu algo e não cumpriu. Desconheço essa promessa". 

Wagner disse ainda que partido nenhum abre mão do poder "graciosamente" e afirmou que a sua legenda conquistou espaço. "A hegemonia do PT não foi montada por decreto". 

Notícias relacionadas