Política

Governo diz em nota que não vetará acordo entre Boeing e Embraer

Segundo o documento, divulgado pela Secretaria de Comunicação da Presidência, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi informado que a proposta final do acordo "preserva a soberania e os interesses nacionais"

[Governo diz em nota que não vetará acordo entre Boeing e Embraer]
Foto : Antônio Milena/ Agência Brasil

Por Clara Rellstab no dia 11 de Janeiro de 2019 ⋅ 06:31

O Palácio do Planalto informou, em nota divulgada ontem (10), que o governo não exercerá o poder de veto ao acordo entre Boeing e Embraer para criação de uma nova empresa na área de aviação comercial.

Segundo o documento, divulgado pela Secretaria de Comunicação da Presidência, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi informado que a proposta final do acordo "preserva a soberania e os interesses nacionais".

Na semana passada, o presidente fez ressalvas ao acordo, diante da possibilidade de a Embraer vender no futuro à Boeing os 20% que terá na nova empresa. Pelo acordo, após cinco anos, a Embraer poderá vender os 20% à parceira norte-americana.

Em dezembro, as duas empresas anunciaram que aprovaram os termos do acordo anunciado em julho do ano passado. A americana Boeing deterá 80% do novo negócio e a brasileira Embraer, os 20% restantes.

Notícias relacionadas