Política

Fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país, diz Marcos Pontes

O acordo foi apresentado ontem (10) ao presidente Jair Bolsonaro

[Fusão de Embraer e Boeing preserva interesses do país, diz Marcos Pontes ]
Foto : Marcelo Lélis / Ag. Prá

Por Daniel Brito no dia 11 de Janeiro de 2019 ⋅ 17:40

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, disse hoje (11), após a cerimônia de troca do Comando do Exército, em Brasília, que o acordo de fusão entre a Embraer e a Boeing, dos Estados Unidos, vai beneficiar o Brasil. Para ele, a fusão “preserva tudo o que nos interessa em termos de país”.

“Acredito que vai ser uma ótima oportunidade para o país, preservando tudo que precisamos preservar, os funcionários, a nossa tecnologia, as empresas daqui e melhorando as possibilidades e oportunidades para a Embraer”, afirmou.

O acordo foi apresentado ontem (10) ao presidente Jair Bolsonaro. Na ocasião, ele explicou que não haverá oposição por parte do governo federal à fusão, pois, segundo ele, o acordo não fere a soberania nacional e os interesses do país.

A fusão entre as duas companhias prevê a criação de uma nova companhia, na qual a Boeing teria 80% das ações, e a Embraer, 20%. A Boeing seria responsável pela atividade comercial, e, dessa maneira, não absorveria as atividades relacionadas a aeronaves para segurança nacional e jatos executivos, que continuariam apenas a cargo dda Embraer.

 

Notícias relacionadas