Política

Suspeito de burlar licitação de quase R$ 6,4 mi em Feira, Zé Ronaldo vira réu

MP aponta que o acordo irregular foi feito como continuidade a um contato emergencial

[Suspeito de burlar licitação de quase R$ 6,4 mi em Feira, Zé Ronaldo vira réu]
Foto : Reprodução/TV Bahia

Por Marina Hortélio no dia 15 de Janeiro de 2019 ⋅ 16:20

O ex-prefeito de Feira de Santana e ex-candidato ao governo do Estado, Zé Ronaldo (DEM) virou réu por suspeita de ter burlado a exigência de licitação em um contrato de R$ 6.379.495,62 milhões com a cooperativa Coopersade, em abril de 2013. A denúncia do Ministério Público da Bahia foi aceita pelo juiz Antonio Henrique da Silva da 2ª Vara Criminal de Feira de Santana.

A acusação é do promotor Tiago Quadros, que aponta o acordo irregular foi feito como continuidade a um contato emergencial, cuja vigência havia expirado no dia 4 de abril de 2013. Ele aponta que os "denunciados simularam a realização do processo de dispensa de licitação".

O promotor ainda denunciou o então subprocurador do Município, Cleudson Santos Almeida, e a secretária de Saúde da cidade Denise Lima Mascarenhas. 

Quadros informa que Almeida atuava como advogado trabalhista da Coopersade ao mesmo tempo em que trabalhava na prefeitura. De acordo com ele, o então subprocurador emitiu um parecer no qual teria distorcido uma norma estadual para fugir exigências da Lei de Licitações.

Notícias relacionadas