Política

80% dos juízes apoiam prisão em segunda instância, diz pesquisa da AMB

A entidade ouviu 4.000 membros da classe, entre os quais ministros de tribunais superiores e do próprio Supremo 

[80% dos juízes apoiam prisão em segunda instância, diz pesquisa da AMB]
Foto : Alan Santos/PR

Por Clara Rellstab no dia 11 de Fevereiro de 2019 ⋅ 11:40

A prisão após condenação em segunda instância tem o apoio de 80% dos juízes do país. O tema, que está no pacote anticrime do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi alvo de pesquisa realizada pela Associação dos Magistrados Brasileiros. 

De acordo com a Folha de S. Paulo, a entidade ouviu 4.000 membros da classe, entre os quais ministros de tribunais superiores e do próprio Supremo. 

Na primeira instância, a adesão ao “plea bargain” –sistema que prevê redução da pena em caso de confissão de culpa– chega a 89%. Os magistrados de primeiro e de segundo grau que apoiam a iniciativa condicionam sua vigência à participação do Judiciário nas negociações.

 A celeridade dos julgamentos aparece como a principal preocupação de 70% dos juízes. A maioria defende que, em casos de crimes graves, as decisões sejam tomadas por um colegiado.

Notícias relacionadas

[Coaf: Cajado diz que votaria contra orientação do PP]
Política

Coaf: Cajado diz que votaria contra orientação do PP

Por Alexandre Galvão no dia 24 de Maio de 2019 ⋅ 15:20 em Política

Cajado chegou ao PP pouco antes da eleição do ano passado. Filiado desde sempre ao DEM, deixou a legenda após o prefeito de Salvador, ACM Neto, desistir de disputar o gov...