Política

Criticado por aliado, Zé Neto defende pré-candidatura em Feira: 'Não se trata de posição pessoal'

Deputado federal diz que achava que era melhor deixar decisão para a frente, mas que foi 'convencido' em reunião do PT

[Criticado por aliado, Zé Neto defende pré-candidatura em Feira: 'Não se trata de posição pessoal']
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 15 de Abril de 2019 ⋅ 10:14

Depois de ter sido criticado pelo ouvidor-geral do Estado, Carlos Geilson, pelo lançamento da pré-candidatura a prefeito de Feira de Santana, o deputado federal Zé Neto (PT) defendeu que a definição do nome dele não foi pessoal.

O nome do parlamentar foi lançado em reunião da executiva da legenda, no sábado (13).

"Ele (Carlos Geilson) é do nosso lado e respeito muito os posicionamentos dele. Eu faço parte de um partido e o Partido dos Trabalhadores tem uma estratégia. Não se trata de posição pessoal, pessoalmente, eu achava que era melhor deixar para a frente. Fui convencido no sábado", defendeu-se.

O petista diz ainda que a decisão pelo nome dele não passou pelo governador Rui Costa (PT). "Isso foi discussão interna do partido e fui surpreendido que foi uma decisão tomada agora", afirmou.

Notícias relacionadas