Política

Comissão da Câmara aprova texto que proíbe nomear parentes para embaixada

A pena aplicada seria de três meses a um ano de detenção

[Comissão da Câmara aprova texto que proíbe nomear parentes para embaixada]
Foto : Wilson Dias/Agência Brasil

Por Lara Curcino no dia 14 de Agosto de 2019 ⋅ 21:30

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados aprovou hoje (14), em votação rápida, a proibição do nepotismo na administração pública federal, incluindo indicações para cargos como de embaixador.

O texto, proposto pelo deputado Roberto de Lucena (Podemos-SP), pode impactar diretamente no governo do presidente Jair Bolsonaro, já que o chefe do Executivo sinalizou a indicação do filho Eduardo para a embaixada do Brasil nos Estados Unidos. 

O projeto trata a ação como ato de improbidade administrativa e fixa pena de detenção de três meses a um ano para aqueles que descumprirem a regra. Fica de fora, porém, nomeações para cargos poĺiticos, como os de ministro ou de secretário estadual.

Notícias relacionadas

[Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial]
Política

Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Dezembro de 2019 ⋅ 14:28 em Política

Titulares das pastas da Educação, Casa Civil e Minas e Energia devem ser substituídos, segundo interlocutores do governo