Política

Lewandowski nega ação do Cidadania contra indicação de Eduardo para embaixador

O partido havia pedido que a nomeação fosse barrada por “flagrante nepotismo”

[Lewandowski nega ação do Cidadania contra indicação de Eduardo para embaixador]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Lara Curcino no dia 14 de Agosto de 2019 ⋅ 20:55

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), rejeitou hoje (14) uma ação movida pelo partido Cidadania contra a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, à embaixada do Brasil nos Estados Unidos. 

Para o partido, indicar o parlamentar seria “flagrante nepotismo”, já que ele não seria “qualificado” para assumir o posto, por “patente inexperiência e ausência de qualificação profissional”.

Na decisão do ministro do STF, Lewandowski afirma que a legenda não tem legitimidade para contestar a indicação via mandado de segurança, já que a sigla acabou de pedir a defesa de interesses “difusos” da população brasileira.

Notícias relacionadas

[Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial]
Política

Bolsonaro quer iniciar 2020 com reforma ministerial

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Dezembro de 2019 ⋅ 14:28 em Política

Titulares das pastas da Educação, Casa Civil e Minas e Energia devem ser substituídos, segundo interlocutores do governo