Política

MP-RJ investiga Carlos Bolsonaro por uso de funcionários fantasmas 

Filho do presidente tinha como funcionários sete parentes da ex-mulher do pai

[MP-RJ investiga Carlos Bolsonaro por uso de funcionários fantasmas ]
Foto : Caio César/CMRJ

Por Divulgação/ SSP-BA no dia 11 de Setembro de 2019 ⋅ 12:40

O Ministério Público estadual do Rio de Janeiro (MP-RJ) abriu dois procedimentos para investigar denúncias de uso de funcionários fantasmas e possíveL de “rachadinha”, como é conhecida a prática de devolução de salários, no gabinete do vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ).

As investigações têm base em reportagem publicada por Época em junho, que revelou que Carlos tinha como funcionários sete parentes de Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro e sua madrasta.

Dois deles admitiram à reportagem nunca terem trabalhado para o filho do presidente, embora estivessem nomeados. O MP ainda investiga suspeitas de que outros três profissionais nunca deram expediente na Câmara.

Procurado por meio de seu chefe de gabinete, Carlos Bolsonaro não respondeu à Época.

Notícias relacionadas