Política

Pelo Twitter, Bolsonaro descarta recriação da CPMF

Presidente diz que tentativa de recriar tributo foi o que levou a demissão do secretário Marcos Cintra

[Pelo Twitter, Bolsonaro descarta recriação da CPMF]
Foto : Marcos Corrêa/PR/Flickr

Por Marcela Vilar no dia 11 de Setembro de 2019 ⋅ 19:47

O presidente Jair Bolsonaro afirmou hoje (11) pelo Twitter que a recriação da CPMF ou o aumento da carga tributária estão fora dos planos do governo. 

A tentativa de reestabelecer o tributo foi inclusive o motivo da demissão do secretário Marcos Cintra, da Receita Federal, explicou o presidente. 

Cintra foi demitido hoje (11) pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, após a equipe Receita ter anunciado a possibilidade de criação da CPMF.

Guedes e Cintra defendem a tributação, apesar do presidente já ter se manifestado contra o tema diversas vezes. Durante a campanha, ele garantiu aos eleitores que não haveria aumento da carga tributária em sua gestão.

Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, também se opôs e afirmou que dificilmente a proposta seja aprovada pelo Congresso Nacional.

Notícias relacionadas