Política

Bolsonaro queria ir a jogo do Palmeiras, mas levou 'puxão de orelha' de médico, diz porta-voz

Presidente não tem previsão de alta até o momento, mas a estimativa é de que ele seja liberado até terça-feira

[Bolsonaro queria ir a jogo do Palmeiras, mas levou 'puxão de orelha' de médico, diz porta-voz]
Foto : Reprodução / Facebook

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Setembro de 2019 ⋅ 17:20

Com quadro de saúde considerado estável, o presidente Jair Bolsonaro cogitou ir ao jogo do Palmeiras, mas foi impedido pela equipe médica, segundo o porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros.

"Hoje o doutor Macedo teve que dar um puxão de orelha porque o presidente queria ir ao jogo do Palmeiras. Ele disse que tem um segurança dele que é um bom porta-bandeira e poderia segurar o suporte de alimentação", afirmou o porta-voz, em tom de brincadeira, durante coletiva na manhã de hoje (14). Segundo Rêgo Barros, Bolsonaro está bem-humorado e tem feito caminhadas.

As visitas ao presidente continuam restritas e não há previsão de alta até o momento, mas a estimativa é de que ele seja liberado até terça-feira (17). Segundo a Presidência, Bolsonaro vai se recuperar a tempo de discursar na Assembleia Geral da ONU, em 24 de setembro, em Nova York.

Notícias relacionadas