Política

Bolsonaro conversa com Moro e mantém diretor-geral da PF

Presidente havia afirmado, em meados de agosto, que poderia substituir o dirigente da corporação

[Bolsonaro conversa com Moro e mantém diretor-geral da PF ]
Foto : José Cruz/ Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 19 de Setembro de 2019 ⋅ 11:00

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, teria conseguido "reverter" a ideia do presidente Jair Bolsonaro sobre a permanência de Maurício Valeixo no comando da Polícia Federal (PF), pelo menos por enquanto, de acordo com a coluna de Andréia Sadi, do G1. 

O ex-juiz federal e Bolsonaro estiveram juntos nesta semana, logo após o retorno do presidente à capital federal. O mandatário havia ficado nove dias internado em um hospital em São Paulo, após o quarto procedimento desde a facada sofrida em 2018.

Eles já haviam se encontrado em São Paulo, quando o ministro visitou o presidente. Valeixo estava de férias e reassumiu os trabalhos hoje (19). Ele havia sido ameaçado de deixar o cargo após declarações do presidente.

Bolsonaro afirmou, em meados de agosto, que poderia substituir o diretor-geral da Polícia Federal. Na ocasião, o presidente afirmou que ele mesmo, o ministro Sergio Moro, seria o responsável por indicar o ocupante ao cargo.

Dias depois, durante seminário no Ministério da Justiça, o ministro Sergio Moro saiu em defesa do delegado Maurício Valeixo. Nos bastidores, o ministro já dava sinais de que, se Valeixo fosse demitido sem sua concordância, ele poderia deixar o cargo. No entanto, ele negou a possibilidade oficialmente, como fez ao programa "Em foco", na GloboNews.

Notícias relacionadas

[Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA]
Política

Eduardo Bolsonaro desiste da embaixada nos EUA

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 07:40 em Política

No entanto, o terceiro filho do presidente negou que a conquista da liderança do PSL na Câmara Federal tenha sido o fator determinante para a decisão