Política

Câmara de Vereadores debate orçamento de 2016 em julho

A Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal de Salvador (CMS) realiza, no próximo dia 9 de julho, uma audiência pública para debater a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016 com as comunidades. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Metropress

Por Matheus Morais no dia 09 de Junho de 2015 ⋅ 19:43

A Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização da Câmara Municipal de Salvador (CMS) realiza, no próximo dia 9 de julho, uma audiência pública para debater a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2016 com as comunidades. A data foi definida, nesta terça-feira (9), durante reunião do colegiado.

“É com base na LDO aprovada pela Câmara que a Prefeitura de Salvador elabora a proposta orçamentária para o próximo ano e é de extrema importância fazer essa consulta pública para que a população possa acompanhar e fiscalizar como serão aplicados os investimentos pelo Poder Executivo”, destacou o vereador Claudio Tinoco (DEM), que preside a comissão.

De acordo com Tinoco, além da definição do início das discussões da LDO, o colegiado aprovou sete pareceres, distribuídos 14 projetos aos relatores e duas solicitações de vistas pela vereadora Aladilce Souza (PCdoB). “Entre os projetos analisados está o projeto de Lei n°915/2013, de minha autoria, que regulamenta a atividade de guias de turismo em Salvador. O PL recebeu voto favorável suficiente para aprovação e será encaminhado ao plenário após vistas da vereadora Aladilce Souza”, explicou  o democrata.
 

 

Notícias relacionadas

[Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio]
Política

Dodge pede mais 60 dias para investigação sobre Aécio

Por Marina Hortélio no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 16:00 em Política

Inquérito que investiga o senador por suposto recebimento de valores indevidos pela Construtora Norberto Odebrecht para a campanha eleitoral de 2014

[Moro pede exoneração do cargo de juiz ]
Política

Moro pede exoneração do cargo de juiz 

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Novembro de 2018 ⋅ 13:33 em Política

No documento, o futuro ministro da Justiça alegou que é notório o convite e aceite para a assumir a pasta em 2019