Política

Projeto de Lei na Câmara de Salvador quer benefício para servidores vítimas de v

[Imagem not found]
Foto : Ascom/ CMS

Por Juliana Almirante no dia 02 de Janeiro de 1970 ⋅ 00:00

Um projeto de lei da Câmara Municipal de Salvador defende que toda funcionária da prefeitura de Salvador pode pedir afastamento e continuar recebendo o salário caso seja vítima de violência doméstica. A proposta é do vereador Alan Sanches (PSD). "Muitas mulheres continuam sendo agredidas, pois não têm condições de sair de casa. Elas ainda, infelizmente, ganham menos do que os homens. O projeto quer acabar com isso. A mulher vai ficar afastada, se recuperando, e recebendo o seu salário", explica.

Para justificar o projeto, o vereador lembra que a Bahia é o segundo estado de maior mortalidade entre mulheres, com taxa de 11,24 a cada 100 mil assassinatos. "Queremos dar garantias que de que a mulher vai ter sua integridade física e psicológica garantidas. Ela vai poder sair deste ciclo violento composto pelas agressões e ameaças financeiras", diz. Conforme a proposta, para ser beneficiada, a mulher tem que ter medida protetiva emitida pela Justiça. O pagamento do auxílio será feito por até seis meses e se estende às servidoras em estado probatório.

Notícias relacionadas

[MPE acusa frase 'Haddad é Lula' de confundir eleitor]
PolíticaELEIÇÕES 2018

MPE acusa frase 'Haddad é Lula' de confundir eleitor

Por Marina Hortélio no dia 20 de Setembro de 2018 ⋅ 18:24 em Política

Ministério Público Eleitoral solicitou a supressão da propaganda, aplicação de multa e ressarcimento aos cofres públicos