Política

"Agora serão momentos decisivos, de acareações", diz Imbassahy sobre CPI

O deputado federal (PSDB), disse, em entrevista à Rádio Metrópole, que nesta quinta serão votados os requerimentos para pedido de sigilo bancários e telefônicos dos envolvidos na Operação Lava Jato.

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Câmara

Por Milene Rios no dia 11 de Junho de 2015 ⋅ 08:12

Durante entrveista à Rádio Metrópole, na manhã desta quinta-feira (11) o deputado Federal e vice-presidente da CPI da Petrobrás, Antonio Imbassahy  (PSDB), disse que nesta quinta serão votados os requerimentos para pedido de sigilo bancários e telefônicos dos envolvidos na Operação Lava Jato.

“Temos aqui requerimentos importantissimos. Teremos uma reunião deliberativa com votação de requerimentos como a quebra de sigilo telefone e bancário de José Dirceu, João Vaccari Neto e Milton Pascovwitch  e de Nestor Cerveró. Também vamos votar requerimentos de acareações que vão trazer luz para a CPI entre Pedro Barusco e Renato Duque, Barusco versus Caccari, Paulo Roberto Costa e Vaccari. Também vamos chamar o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, por conta da denúncia de que a construtora camargo correa doou milhões para o instituto”, disse imbassahy.

O deputado baiano declarou que a partir de agora, serão fases decisivas para o processo. “A gente já ouviu muita gente, temos muitos documentos que foram recebidos. Teremos agora momentos decisivos, de acareações. É uma fase que irá acender mais o interesse da população em relação à CPI”, afirmou o ex-prefeito de Salvador.

Notícias relacionadas

[MPE acusa frase 'Haddad é Lula' de confundir eleitor]
PolíticaELEIÇÕES 2018

MPE acusa frase 'Haddad é Lula' de confundir eleitor

Por Marina Hortélio no dia 20 de Setembro de 2018 ⋅ 18:24 em Política

Ministério Público Eleitoral solicitou a supressão da propaganda, aplicação de multa e ressarcimento aos cofres públicos