Política

Fernando Haddad diz que petistas precisam ter "cabeça fria" diante de protestos

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou nesta quinta-feira (11), durante o 5º Congresso Nacional do PT, realizado no hotel Pestana, no Rio Vermelho, que o partido deve voltar a ter o mesmo ímpeto de transformação de cerca de 10 anos atrás. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Matheus Morais e Matheus Simoni no dia 11 de Junho de 2015 ⋅ 20:04

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou nesta quinta-feira (11), durante o 5º Congresso Nacional do PT, realizado no hotel Pestana, no Rio Vermelho, que o partido deve voltar a ter o mesmo ímpeto de transformação de cerca de 10 anos atrás.

"É uma crise econômica depois de muitos anos de prosperidade que vamos saber enfrentar. Iremos abreviá-la ao máximo para que possamos retomar o crescimento econômico que nós produzimos por mais de 10 anos com muito êxito. Se temos um período de ajustes que estão causando um certo desconforto, tenho certeza de que a presidenta Dilma vai saber liderar um processo de retomada num curto prazo", disse ele, em entrevista ao Metro1.

Haddad afirmou que é necessário ter "cabeça fria" para suportar os protestos da oposição. "É natural em toda a democracia. Não vejo porque tanto drama em torno disso. É normal, o PT está há 12 anos no poder, tem que saber lidar com isso de forma responsável e evitar provocação. Tem alguns provocadores que querem causar mais confusão, mas temos que manter a cabeça fria para manter as coisas em ordem. O que importa, mais do que tudo, são as instituições democráticas do país. Se tem um cidadão ou outro que está mais descompensado e procurando provocar, devemos ter frieza para deixar ele se manifestar com suas dores, sabendo das nossas responsabilidades", completou.

Notícias relacionadas

[STJ torna Luiz Caetano inelegível pela Lei da Ficha Limpa]
Política

STJ torna Luiz Caetano inelegível pela Lei da Ficha Limpa

Por Matheus Simoni no dia 21 de Setembro de 2018 ⋅ 14:40 em Política

Condenação se deu por causa de irregularidades na contratação da Fundação Humanidade Amiga (Fhunami), feita no período em que petista foi prefeito em Camaçari

[Alckmin sobe tom contra Bolsonaro em propaganda eleitoral]
PolíticaELEIÇÕES 2018

Alckmin sobe tom contra Bolsonaro em propaganda eleitoral

Por Juliana Rodrigues no dia 21 de Setembro de 2018 ⋅ 09:20 em Política

Campanha do tucano atacou proposta de Paulo Guedes e associou polarização à transformação do Brasil em uma "nova Venezuela"