Saúde

Secretário de Saúde do Estado vistoria hospitais de Salvador

O secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, realizou no último sábado (26) uma série de inspeções nas unidades hospitalares de Salvador. [Leia mais...]

[Secretário de Saúde do Estado vistoria hospitais de Salvador]
Foto : Divulgação/ Sesab

Por Matheus Morais no dia 27 de Dezembro de 2015 ⋅ 16:53

O secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, realizou no último sábado (26) uma série de inspeções nas unidades hospitalares de Salvador. Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), um dos objetivos das inspeções foi verificar as condições de atendimento da população nas unidades de saúde do Estado, bem como fiscalizar o cumprimento das escalas dos profissionais e aferir o bom funcionamento dos equipamentos de imagem.

Ainda de acordo com a Sesab, foram vistoriados os hospitais Geral Roberto Santos (HGRS) e Geral do Estado (HGE), a Unidade de Pronto Atendimento do Cabula e a Maternidade de Referência José Maria de Magalhães Netto. Os pacientes politraumatizados, sobretudo vítimas de acidente de moto, continuam sendo um problema para os hospitais, visto que, invariavelmente,  necessitam de cuidados intensivos.

Em nota enviada à imprensa, a Sesab afirma que o número de pacientes com problemas vasculares e indicação de amputação foi o que mais chamou a atenção durante a ação.

"Uma maior cobertura e resolutividade da rede de atenção básica de saúde em todo o estado reduziria drasticamente a demanda por leitos hospitalares", afirma Vilas-Boas, que aponta também a hipertensão como uma das principais causas de obstrução da rede de alta complexidade, visto que, sem o tratamento apropriado pode causar um acidente vascular cerebral (AVC).

Para solucionar os problemas encontrados, a Sesab vai ampliar a rede de ortotrauma, a fim de aumentar a capacidade de cirurgias e descentralizar o atendimento, hoje concentrado no HGE. Também é necessário aperfeiçoar o Acolhimento com Classificação de Risco (ACCR) nas unidades, agilizar os procedimentos laboratoriais e de imagem, em especial na maternidade, e realizar um treinamento com as equipes sobre cuidados paliativos.

 

Notícias relacionadas

[Um em cada oito adultos no mundo é obeso, alerta OMS]
Saúde

Um em cada oito adultos no mundo é obeso, alerta OMS

Por Alexandre Galvão no dia 11 de Outubro de 2018 ⋅ 19:00 em Saúde

Dados da Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) apontam que mais de 50% da população brasileira te...