Saúde

Zika vírus: Notificação de casos passa a ser obrigatória no Brasil

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (18), que a notificação dos casos suspeitos de Zika será obrigatória para todos os estados do país. A mudança significa que todos os casos terão que ser comunicados pelos profissionais de saúde ou responsáveis pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou privados, às autoridades de saúde, semanalmente. Nos casos de gestantes com suspeita de infecção pelo vírus ou de óbito suspeito, a notificação será imediata, ou seja, deverá ser feita em até 24 horas. [Leia mais...]

[Zika vírus: Notificação de casos passa a ser obrigatória no Brasil]
Foto : Reprodução/AFP

Por Jessica Galvão no dia 18 de Fevereiro de 2016 ⋅ 19:36

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (18), que a notificação dos casos suspeitos de Zika será obrigatória para todos os estados do país. A mudança significa que todos os casos terão que ser comunicados pelos profissionais de saúde ou responsáveis pelos estabelecimentos de saúde, públicos ou privados, às autoridades de saúde, semanalmente. Nos casos de gestantes com suspeita de infecção pelo vírus ou de óbito suspeito, a notificação será imediata, ou seja, deverá ser feita em até 24 horas.

Segundo Marcelo Castro, ministro da Saúde, o Zika não existia no Brasil, assim como não havia nenhuma regra no mundo sobre a doença. “A notificação do vírus Zika passa a ser obrigatória no Brasil porque agora temos testes que nos permitem dar com segurança o diagnóstico do vírus. Ou seja, hoje, caso haja alguma dúvida por parte do médico, ele pode requerer o exame para constatar se o paciente está de fato com Zika”, disse Castro.

O Ministério diz que a mudança na notificação é resultado de uma análise criteriosa dos métodos de acompanhamento do vírus Zika no Brasil. Até o momento, quem monitorava a doença era o sistema de vigilância sentinela para prestar apoio às medidas de prevenção à doença. Como ela é uma doença nova, identificada pela primeira vez em maio de 2015, necessita de estudos e reavaliações periódicas.

Notícias relacionadas