Saúde

Assembleia interna decidirá permanência da atual gestão do Hospital Espanhol

Em liminar, o juiz Osvaldo Rosa Filho, da 15ª Relação de Consumo e Cível e Comercial de Salvador, ordenou que a atual administração da Real Sociedade Espanhola de Beneficência convoque uma assembleia extraordinária para que associados decidam a saída ou permanência da presente diretoria do Hospital Espanhol. [Leia mais...]

[Assembleia interna decidirá permanência da atual gestão do Hospital Espanhol]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 25 de Junho de 2015 ⋅ 10:06

Em liminar, o juiz Osvaldo Rosa Filho, da 15ª Relação de Consumo e Cível e Comercial de Salvador, ordenou que a atual administração da Real Sociedade Espanhola de Beneficência convoque uma assembleia extraordinária para que associados decidam a saída ou permanência da presente diretoria do Hospital Espanhol. A solicitação foi apresentada pelo Fórum Independente de Sócios, Amigos, e Colaboradores do Hospital Espanhol (Fisache).

Segundo a advogada Mirian Boullosa, membro do fórum, a saúde do estado perdeu muito com o fechamento do hospital. De acordo com o estatuto da entidade, a assembleia deve ser realizada a cada ano, mas ainda não ocorreu em 2015. No documento, o juiz obriga o presidente do Hospital Espanhol, Demétrio Moreira Garcia, a fazer a convocação num prazo máximo de 10 dias, a contar da data da intimação.

O Fisache deve designar um nome para presidir a convenção. A reunião deve votar também sobre a destituição dos membros dos Conselhos Deliberativo, Fiscal e de Administração. O não cumprimento da decisão implicará em multa diária de R$ 10 mil reais aos réus, além das penas previstas para o crime de desobediência. As negociações para a reabertura do hospital fechado em setembro de 2014, seguem em andamento. São 280 leitos desativados, além de unidades cirúrgicas e atendimentos de emergência.

Notícias relacionadas

[Estudo aponta que zika veio do Haiti]
Saúde

Estudo aponta que zika veio do Haiti

Por Clara Rellstab no dia 14 de Agosto de 2018 ⋅ 13:00 em Saúde

Militares brasileiros que participaram da missão de paz no país caribenho e imigrantes que vieram para o Brasil podem ter trazido o vírus