Saúde

Unidade móvel da Hemoba atende até esta sexta-feira em universidades

O Hemóvel estacionou nessa terça-feira (13) e segue até sexta-feira (16) em algumas universidades de Salvador, para receber interessados em doar sangue e fazer o cadastro de medula óssea. A ação tem entre os objetivos estreitar a relação entre as universidades e a Fundação Hemoba. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Camila Tíssia no dia 14 de Setembro de 2016 ⋅ 07:16

O Hemóvel estacionou nessa terça-feira (13) e segue até sexta-feira (16) em algumas universidades de Salvador, para receber interessados em doar sangue e fazer o cadastro de medula óssea. A ação tem entre os objetivos estreitar a relação entre as universidades e a Fundação Hemoba.

Na Unijorge, a ação acontece no estacionamento do campus Paralela. A equipe estará disponível no ônibus, das 8h às 16h. A outra unidade móvel da Hemoba está no Campus da Universidade do Estado da Bahia - UNEB, também entre os dias 13 a 16 de setembro, no bairro do Cabula. Os interessados na campanha serão atendidos das 8h às 17h. 

O cadastro de doadores será encerrado assim que completar a capacidade máxima de atendimento diário. O Hemóvel precisa interromper as suas atividades por uma hora para alimentação da equipe - o horário da pausa poderá variar de acordo com o fluxo de doadores.

RH negativo em baixa
A Fundação Hemoba ainda precisa com urgência de doadores com os tipos sanguíneos B- e O-, visto que estes estoques estão em estado crítico.

Critérios
Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, pesar 50 quilos ou mais e ter idade entre 16 e 69 anos – menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal, para cada doação. É necessário estar bem alimentado, tendo, preferencialmente, ingerido alimentos sem gordura, e portar um documento oficial com foto (RG, carteira de trabalho, carteira de motorista ou de reservista) em bom estado de conservação.

Notícias relacionadas

[Número de detecções de Aids cai 16% no Brasil]
Saúde

Número de detecções de Aids cai 16% no Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 27 de Novembro de 2018 ⋅ 12:00 em Saúde

De acordo com o Ministério da Saúde, queda nos índices se deve à ampliação do acesso à testagem e à redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento da doenç...