Saúde

Campanha de vacinação antirrábica é iniciada nesta sexta-feira em Salvador

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inicia nesta sexta-feira (21), a campanha de vacinação antirrábica nos distritos sanitários do Subúrbio Ferroviário e Itapagipe. De acordo com a prefeitura, o objetivo é acabar com a raiva na capital baiana. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira / Metropress

Por Camila Tíssia no dia 20 de Outubro de 2016 ⋅ 06:43

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), órgão vinculado à Secretaria Municipal da Saúde (SMS), inicia nesta sexta-feira (21), a campanha de vacinação antirrábica nos distritos sanitários do Subúrbio Ferroviário e Itapagipe. De acordo com a prefeitura, o objetivo é acabar com a raiva na capital baiana. Os moradores das localidades poderão levar seus cães e gatos para serem imunizados nas unidades volantes, das 8h às 14h. A estratégia seguirá nessas áreas até sábado (22).

Já entre os dias 4 e 5 de novembro serão contempladas as comunidades dos distritos Cabula e Boca do Rio, e assim sucessivamente, até atingir as 12 regiões da cidade. A meta é imunizar pelo menos 130 mil cães na capital durante a campanha, que será finalizada no dia 26 de novembro. Segundo a Organização Mundial de Saúde, mais de 50 mil mortes são registradas por ano em todo o mundo em decorrência da patologia. Desde 2004, Salvador não registra casos de raiva humana.

Este ano, a confirmação de casos de raiva silvestre em dois morcegos na região de Itapuã fez com que o CCZ antecipasse a imunização dos cães e gatos nas localidades adjacentes ao bairro. Isso porque, de acordo com o coordenador do Programa de Combate à Raiva do município, Aroldo Carneiro, a detecção das ocorrências positivas poderia expor seres humanos e outros animais domésticos ao risco de infecção.
 
“É importante ressaltar que a simples presença dos morcegos não representa um risco à saúde, já que os animais não costumam atacar as pessoas. No entanto, eles não podem ser manipulados diretamente, pois a contaminação ocorre apenas se houver um contato com o animal. Por esse motivo, resolvemos antecipar a vacinação no distrito de Itapuã para garantir a proteção dos bichos de estimação e de seus responsáveis”, pontuou.

Notícias relacionadas

[Número de detecções de Aids cai 16% no Brasil]
Saúde

Número de detecções de Aids cai 16% no Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 27 de Novembro de 2018 ⋅ 12:00 em Saúde

De acordo com o Ministério da Saúde, queda nos índices se deve à ampliação do acesso à testagem e à redução do tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento da doenç...