Saúde

Presidente da Federação das Santas Casas analisa a crise da saúde na Bahia

O presidente da Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas da Bahia, Maurício Almeida Dias Pereira, em entrevista à Rádio Metrópole na manhã desta sexta-feira (17) falou sobre situação atual da saúde pública do estado da Bahia. De acordo com Maurício “de três mil procedimentos, apenas mil em 25 anos estão sem reajuste. A inflação oficial é de 400,13%. se a gente pegar os reajustes dá uma média de reajuste anual de [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Bárbara Silveira/ Metropress

Por Gabriel Nascimento no dia 17 de Julho de 2015 ⋅ 08:46

O presidente da Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas da Bahia, Maurício Almeida Dias Pereira, em entrevista à Rádio Metrópole na manhã desta sexta-feira (17) falou sobre situação atual da saúde pública do estado da Bahia. "De três mil procedimentos, apenas mil em 25 anos estão sem reajuste. A inflação oficial é de 400,13%. Se a gente pegar os reajustes dá uma média anual de 93% nos 25 anos (...) Considerando incentivos, 93% é valor médio. Não acredito [que seja uma questão de ideologia partidária na secretaria de Saúde]”, disse.

Maurício disse acreditar na existência de dinheiro aplicado na Saúde. “Vou tentar mostrar onde está esse dinheiro. Tenho tido muito diálogo com secretário Fábio e ele tem demonstrado compreensão de que tem que resolver nosso problema”, afirmou. O presidente ressaltou ainda a falta de auxílio. “Aqui na Bahia, nunca tivemos um percentual complementar no estado e no município”, completou.

Comentarios

Notícias relacionadas