Saúde

Imunização de gestantes brasileiras tem baixa adesão

Os números divulgados pelo Ministério da Saúde (MS) indicam que as vacinas como as contra gripe e tríplice bacteriana registram baixa adesão entre gestantes no país. Os dados foram divulgados no lançamento de uma campanha voltada para grávidas, uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm). [Leia mais...]

[Imunização de gestantes brasileiras tem baixa adesão]
Foto : Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 08 de Março de 2018 ⋅ 21:32

Os números divulgados pelo Ministério da Saúde (MS) indicam que as vacinas como as contra gripe e tríplice bacteriana registram baixa adesão entre gestantes no país. Os dados foram divulgados no lançamento de uma campanha voltada para grávidas, uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm).

Apenas 38% das grávidas brasileiras tomaram a tríplice bacteriana, que protege contra coqueluche, difteria e tétano. O ideal seria uma cobertura vacinal de 95% das gestantes.

Já a vacinação contra a gripe (influenza), cuja meta é imunizar 90% das grávidas, atingiu apenas 79% do público-alvo, segundo o MS.

Durante a gravidez, a vacinação é importante para garantir a proteção das mães e dos bebês, que podem se contaminar via placenta ou leite materno depois de nascerem.

Comentarios

Notícias relacionadas