Saúde

Ministério da Saúde discute remanejar profissionais do Mais Médicos após saída de cubanos

A medida pode entrar em vigor caso as vagas do edital não sejam preenchidas por completo

[Ministério da Saúde discute remanejar profissionais do Mais Médicos após saída de cubanos]
Foto : Arquivo/Agência Brasil

Por Lara Ferreira no dia 26 de Novembro de 2018 ⋅ 20:30

O ministro da Saúde, Gilberto Occhi, disse hoje (26) que a pasta discute a possibilidade de alterar os locais de atuação dos profissionais que já trabalham pelo Mais Médicos, caso haja dificuldade em preencher as vagas. 

De acordo com a Folha, ele explicou que a medida serviria para evitar a falta de atendimento devido à saída dos médicos cubanos. “Podemos até deslocar ou oferecer algum médico que está no programa para substituir, seja brasileiro ou estrangeiro”, disse ele em evento. 

Um balanço divulgado hoje aponta que mais de 30 mil médicos já se inscreveram no edital emergencial do Mais Médicos. Destes, no entanto, 21 mil tiveram o cadastro efetivado e 8.278 médicos escolheram municípios para começar a atuar. 

Notícias relacionadas