Saúde

Número de intervenções por traumas no rosto cai 22,1%

Segundo a SMS, foram realizadas 53 cirurgias nos três primeiros dias de Carnaval

[Número de intervenções por traumas no rosto cai 22,1% ]
Foto : Aristeu Chagas/Secom

Por Leo Sousa no dia 03 de Março de 2019 ⋅ 21:00

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) registrou 22,1% a menos de intervenções bucomaxilofaciais, que envolvem traumatismos de toda região do rosto, durante os três primeiros dias de Carnaval em comparação ao mesmo período do ano passado. Segundo a pasta, foram realizadas, até então, 53 cirurgias.

Do total de atendimentos realizados pela SMS, 97% das demandas foram resolvidas nos próprios postos localizados na folia. Os outros 3% dos casos necessitaram de transferência para exames complementares na rede de retaguarda.

Segundo o coordenador da equipe de especialistas em cirurgia bucomaxilofacial da Secretaria de Saúde, Antônio Lucindo Sobrinho, os casos mais comuns são cortes por agressão, lesão de supercílio, lesão da região infra-orbitária, ferimentos dos lábios, fratura de nariz e mandíbulas. 

“Aparece de tudo, mas a maioria dos casos que tratamos são ferimentos que necessitam de realização de sutura e outras vezes de reconstrução para devolver o aspecto anatômico do paciente naquele momento”, detalha o cirurgião.

Os dez Módulos Assistenciais à Saúde montados pela Prefeitura funcionam 24 horas, até a Quarta-feira de Cinzas. As unidades estão localizadas nas imediações do Shopping Barra, Farol da Barra, Ademar de Barros, Sabino Silva, Piedade, Politeama, Teatro Castro Alves, Ladeira da Montanha, Morro do Gato e Terreiro Jesus.

Notícias relacionadas