Saúde

Relator vai propor aproveitar 1,8 mil cubanos no Médicos pelo Brasil

Profissionais terão a possibilidade de prestar Revalida quatro vezes enquanto atuarem na atenção básica

[Relator vai propor aproveitar 1,8 mil cubanos no Médicos pelo Brasil]
Foto : Karina Zambrana/ASCOM/MS

Por Catarina Lopes no dia 16 de Setembro de 2019 ⋅ 16:40

O relatório de Medida Provisória do senador Confúcio Moura (MDB) que cria o programa Médicos pelo Brasil deve aproveitar 1.800 médicos cubanos que trabalharam no Mais Médicos. A ideia já foi defendida pelo Ministério da Saúde, mas encontra resistência do Ministério da Educação, que apontou que os profissionais não podem atuar sem validar o diploma. O relatório deve ser apresentado amanhã (17).

A solução foi criar a figura dos "apoiadores médicos", que receberão uma bolsa no mesmo valor de médicos residentes no Brasil, cerca de R$ 3.400. Os cubanos poderão atuar na educação básica por até dois anos, tendo a possibilidade de prestar a prova para validar seu diploma, chamada de Revalida, até quatro vezes. Assim, será necessário criar uma periodicidade para realizar a prova, o que não existe hoje. O último Revalida ocorreu entre 2017 e 2018.

Notícias relacionadas