Vida Alheia

Detidos os acusados que publicaram injúrias racistas contra Preta Gil

Dois adolescentes foram detidos por ordem da justiça do Rio de Janeiro acusados de ofensas racistas e injúrias contra Preta Gil. A polícia civil de Sorocaba, em São Paulo, que identificou os rapazes. Na época estes internautas anônimos chamara Preta de "macaca" e mandaram que ela voltasse para a senzala. A pena por injúria e preconceito pode variar de um a três anos de reclusão. [ Leia mais…]

[Imagem not found]
Foto : Blog das Preta

Por André Teixeira no dia 03 de Novembro de 2016 ⋅ 14:26

Dois adolescentes foram detidos por ordem da justiça do Rio de Janeiro acusados de ofensas racistas e injúrias contra Preta Gil, filha do músico baiano Gilberto Gil. A polícia civil de Sorocaba, em São Paulo, que identificou os rapazes. Os ataques aconteceram no dia 26 de julho. Logo em seguida a cantora desbafou nas redes sociais. "fui atacada com diversas mensagens de ódio contra minha pele, meu trabalho, minha cor...eles agiram em bando, são organizados e cruéis. Saibam, esse tipo de ataque só me fortalece", disse Preta na ocasião.

De acordo com informações da polícia os acusados fazem parte de uma organização on line que faz ataques nas redes socias. Com a quebra de sigilo do facebook mais de cem perfis foram identificados. Entre os xigamentos e ataques racistas, internautas anônimos chamara Preta de "macaca" e mandaram que ela voltasse para a senzala. A pena por injúria e preconceito pode variar de um a três anos de reclusão. 

Notícias relacionadas